Gerenciamento de Riscos

Prezados Amigos e Colegas,

Nos últimos dias, tenho recebido vários contatos sobre Gerenciamento de Riscos, de Crises e Planos de Contingência.

Fico satisfeito em saber, até mesmo em função das busca por acreditações nacionais ou internacionais, que as Instituições Hospitalares estejam se preocupando e organizando seus planos de contingência, seus comitês de risco ou crise e fazendo seus simulados internos.

Como já fiz “posts” sobre “Planos de Gerenciamento de Crise” e sobre “Simulado de Incêndio – Hospital Seguro”, faltou escrever sobre o “Gerenciamento de Riscos”.

Gerenciamento de Riscos são atividades de identificação dos perigos existentes e de suas causas, cálculo dos riscos que estes perigos representam, elaboração e aplicação de medidas de redução destes riscos, quando necessárias, com a posterior verificação da eficiência das medidas adotadas.

O Risco é um valor estimado que leva em consideração a probabilidade de ocorrência de um dano e a gravidade de tal dano.

Risco = freqüência X gravidade

– a freqüência de ocorrência de dano (frequente, ocasional, raro e remoto) e;

– gravidade deste dano (catastrófica, crítica, marginal e desprezível).

Perigo é uma fonte potencial de dano, como, por exemplo, um choque elétrico produzido por um equipamento durante procedimento cirúrgico.

Atualmente existem normas internacionais específicas para o Gerenciamento de Risco, aplicado ao desenvolvimento de produtos para a saúde:

– EM 1441:1998;

– IEC 60601-1-4:1999 e;

– ISO 14971:2000, sendo a NBR ISO 14971:2003 a Norma Brasileira equivalente.

A Norma NBR ISO 14971:2003 é dividida da seguinte forma:

1.0 – Determinação de risco.

1.1 – Análise de risco;

1.1.a – Análise de perigo;

1.1.b – Estimativa de risco;

1.2 – Avaliação de risco.

2.0 – Controle de risco.

– Elaboração e implementação de procedimentos;

3.0 – Análise dos resultados obtidos.

Para Análise de Risco pode-se utilizar:

– Análise da Árvore de Falhas – FTA,

– Estudo do Perigo e da Operabilidade – HAZOP e;

– Análise de Modos de Falha e Efeitos – FMEA.

A mais citada é a FMEA, que é uma técnica pela qual os efeitos do modo de falha de um produto analisado são identificados e avaliados sistematicamente.

Esta técnica pode ser ampliada para incorporar uma investigação do nível de gravidade das conseqüências e suas probabilidades de ocorrência.

Neste caso, a técnica passa a ser chamada de Análise Crítica de Modos de Falha e Efeitos – FMECA (ver Norma IEC 60.812).

Abaixo, cito também os Tipos Gerais de Falhas (TGF) que podem ocorrer:

– Organizacionais – que envolvem a estrutura ou sua atuação;

– Alvos Incompatíveis – simultâneos e que podem ser conflitantes;

– Comunicação – canais e clareza;

– Procedimentos – instruções e documentação;

– Projeto – erros em fases de gerenciamento;

– Equipamentos – qualidade e disponibilidade;

– Manutenção – planejamento, custos, segurança;

– Arrumação e Limpeza – desorganização;

– Treinamento – operacional e conscientização;

– Defesas Inadequadas – deficiência ou ausência;

– Condições que induzem a erros – usar a filosofia “poka-yoke” para evitar esse tipo de falha.

Cito, como exemplo de Gerenciamento de Risco, o objetivo de uma Cirurgia Segura:

– Marcação cirúrgica prévia, com todas as informações, aprovações e disponibilidade de materiais e equipamentos;

– Avaliação Pré-anestésica;

– Check-List no Início do procedimento;

– Paciente certo, local certo (lateralidade);

– Anestesia segura (verificar e minimizar % de oxigênio disperso na sala);

– Reconhecer e atuar em caso de PCR;

– Reconhecer e atuar em caso de sangramento;

– Evitar induzir reações alérgicas ou eventos adversos a drogas (conhecimento);

– Prevenir / minimizar Infecção no Sitio Cirúrgico;

– Prevenir reter instrumentais / compressas / gazes;

– Identificar peças anatômicas;

– Comunicação efetiva  de problemas;

– Vigilância epidemiológica;

– Tecnovigilância, se necessário;

– Check-List no Final do procedimento;

Espero ter contribuído um pouco mais com quem está desenvolvendo trabalho nessa área.

Aos que desejarem ajuda, fico à disposição pelo meu e-mail.

Agradeço a todos pelas contribuições, comentários e críticas no Blog e no Website.

Um grande abraço a todos.

Luciano Martins Gehrke

gehrkeluciano@hotmail.com

http://www.gerenciamentodecrise.com.br/site

https://engenharianasaude.wordpress.com

Se receber o texto de um amigo e quiser fazer parte da lista, envie um e-mail para gehrkeluciano@hotmail.com com o assunto “Incluir na lista do Blog”.

Para cancelar o seu recebimento, envie um e-mail para gehrkeluciano@hotmail.com

Seu comentário pode ser feito direto no blog https://engenharianasaude.wordpress.com/

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: