Sinalização em Instituições de Saúde

Prezados Amigos e Colegas,

Há bastante tempo já havia pensado em escrever sobre Sinalização interna e externa em Instituições de Saúde.

Agora, a escolha da cidade do Rio de Janeiro para sediar as Olimpíadas de 2016, aliada aos demais eventos internacionais já agendados, que são a Copa das Confederações de 2013, a Copa do Mundo de 2014, e a Paraolimpíada, também em 2016, faz com que tenhamos que agir rápido nas melhorias desse item em nossas Instituições de Saúde.

Muitas de nossas Instituições iniciaram pequenas, sem um projeto ou um edifício específico e foram crescendo, com o passar dos anos, das oportunidades e necessidades de mercado, agregando outros prédios e formando seus “labirintos internos”.

Com isso, invariavelmente vemos nossos clientes, prestadores de serviços e até os novos colaboradores, perdidos, solicitando informações de localização de serviços, áreas ou andares, dentro de nossas empresas.

Quando escrevi sobre acessibilidade, mencionei que:

“Quando pensamos em uma pessoa com deficiência física, por exemplo, quase nunca nos damos conta da quantidade de acessos que são necessários para que ela possa ter a autonomia necessária para circular por aí.”

Independente de nossos clientes, na área hospitalar, estarem acompanhados de familiares ou de assistência de enfermagem, nos deslocamentos internos da Instituição, é preciso nos colocar no lugar deles para recebê-los de forma mais adequada.

Além de termos o chamado foco no cliente, devemos usar o foco deles, para perceber essas deficiências.

Cabe a nós da área da Engenharia e Arquitetura, ter esse foco e pensar em cada um desses espaços, acessos e equipamentos que estamos projetando ou reformando e disponibilizando ao uso dos nossos clientes.

Há pouco bons exemplos de sinalização adequada na nossa área.

A grande maioria das Instituições não utiliza uma empresa especializada para projetar ou rever seu sistema de sinalização.

As placas normalmente são antigas, pequenas, estão altas, em locais de difícil leitura, em letras pequenas, sem diferenciação de cores e sem sinalização em Braile.

Normalmente não há estudo de fluxo dos clientes, dos chamados “NÓS” de fluxo, que mostram os principais caminhos ou rotas que os clientes utilizam em uma Instituição.

Os caminhos dos clientes críticos ou emergenciais poucas vezes são priorizados nessa sinalização.

Há muitos cruzamentos de fluxo entre clientes e colaboradores, sem sinalização adequada.

As rotas de fuga, saídas de emergência ou escadas de segurança também não são adequadamente sinalizadas, assim como extintores e hidrantes.

Gostaria que cada um olhasse para sua empresa, da mesma forma que quando entra em um edifício comercial, shopping, hotel ou hospital desconhecido.

O que cada uma dessas empresas tem de melhor em sinalização?

Uma central de informações, folders, totens; painéis eletrônicos; telas de vídeo; avisos nos elevadores, mapas, áreas ou andares com cores diferentes; alas, andares ou blocos com letras e números; sinalização bilíngue?

O que mais se adapta a realidade da sua Instituição?

Não tente resolver o problema sozinho.

Monte uma comissão interna, multiprofissional e interdisciplinar.

Estude os fluxos e as necessidades dos seus clientes, prestadores de serviços e colaboradores.

Ouça as idéias desses públicos, faça o caminho deles e observe como estão indicados.

Depois que tiver suas necessidades levantadas, contrate um especialista nessa área.

Há algumas boas empresas que não fazem placas, mas que entendem de fluxos e tem experiência na área hospitalar.

As placas ou a execução da sinalização é a última etapa, após as aprovações, testes, e discussões.

Não se esqueça das informações distribuídas ou fixadas para os clientes, dentro dos leitos, para que os painéis de cabeceira de leito, mesas ou criados mudos não virem uma árvore de natal.

Agradeço a contribuição e comentários de todos, no Blog e na Web-site.

Luciano Martins Gehrke

gehrkeluciano@hotmail.com

http://www.gerenciamentodecrise.com.br/site

https://engenharianasaude.wordpress.com/

Se receber o texto de um amigo e quiser fazer parte da lista, envie um e-mail para gehrkeluciano@hotmail.com com o assunto “Incluir na lista do Blog”.

Para cancelar o seu recebimento, envie um e-mail para gehrkeluciano@hotmail.com

Seu comentário pode ser feito direto no blog https://engenharianasaude.wordpress.com/

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: