Muito Além de uma Chamada de Enfermagem:

Prezados Amigos e Colegas,

Decidi voltar a um item técnico que, além de fazer parte da rotina de atendimento ao nosso cliente, tem ampliado sua aplicação no universo hospitalar e em outros mercados, com aplicações similares em restaurantes, estacionamentos, etc.

Um Sistema de Chamada de Enfermagem, como é ainda conhecido, hoje tem muito mais funções e pode facilitar muito a comunicação e os sistemas automatizados de alarmes ou informações em uma empresa como o Hospital.

Vamos começar pelo que habitualmente conhecemos das características de um Sistema de Chamada de Enfermagem:

Atendimento Personalizado:

A eficiência e a rapidez na resposta às chamadas de pacientes têm peso importante na avaliação da qualidade do atendimento hospitalar.

Quando a comunicação é rápida, clara e precisa, as equipes médicas e enfermagem têm maiores chances de recuperar pacientes, alem de deixá-los mais satisfeitos.

Quilômetros Poupados:

A movimentação de pessoas dentro de um hospital é sempre intensa.

Longos corredores, leitos distantes, longas caminhadas e muito desgaste físico dos profissionais da saúde.

Por falta de sistemas adequados de comunicação, o profissional tem que percorrer diariamente muitos quilômetros.

Perde-se tempo e energia nessa constante movimentação.

Pacientes tem que esperar mais pelo atendimento.

Um hospital geralmente possui uma grande equipe que trabalha 24 horas por dia, o ano todo. E, os minutos poupados, por hora de trabalho, de cada profissional, representarão ao final do ano uma economia considerável de tempo e energia.

Integração de Sistemas de Chamada e Comunicação:

Um sistema adequado de Chamada de Enfermagem inverte este processo, levando as solicitações dos pacientes a esses profissionais, instantaneamente, onde quer que estes se encontrem.

A comunicação realizada pela integração de um sistema de Chamada de Enfermagem com pagers e ramais móveis possibilita o contato direto e instantâneo com os pacientes, poupando quilômetros andados.

Um exemplo típico é a comunicação com pacientes em Viva Voz.

O paciente aciona a pera e a enfermeira responde, em um primeiro atendimento, em sistema full-duplex, sem a necessidade de se deslocar até o leito.

Instalação e Manutenção:

Os periféricos de um sistema de chamada de enfermagem podem ser fixados na parede ou embutidos em um painel.

Em ambas as formas de montagem o projeto deve resultar em uma instalação rápida e fácil. Sistemas cuja passagem de cabos torna-se difícil e exclusiva do fabricante tendem a ser mais caros com o passar do tempo.

Todos os componentes do sistema devem ser fabricados com matérias primas de alta qualidade, resistentes a sujeira, pó, umidade ou imersão em líquidos, o que os tornam duráveis e de fácil limpeza.

A manutenção dentro dos quartos deve ser mínima, evitando-se a entrada de técnicos junto aos pacientes.

A melhor forma de manutenção deve ser a substituição pontual do produto, para que o conserto seja externo, liberando o leito rapidamente para utilização.

Flexibilidade e Configurações Econômicas:

Uma das características exigidas de um sistema de chamada de enfermagem é sua flexibilidade de configuração, dando ao hospital a possibilidade de encontrar uma que se adapte melhor às suas necessidades e de seu orçamento.

Inúmeras opções de integração com outros sistemas de comunicação devem ser oferecidas pelo sistema, desde as mais econômicas até as mais sofisticadas, sem perder a eficiência, a confiabilidade e o design.

Gerenciamento de Chamadas:

Para o Administrador da unidade ou do Hospital é importante acompanhar o desempenho do atendimento aos pacientes.

Além disso, dispor de registros com a hora e minuto em que as chamadas foram efetuadas e atendidas, acompanhar a carga de trabalho dos profissionais, quais pacientes originam mais chamadas, podem ser funções importantes para o hospital.

Para estas finalidades os sistemas de chamada de enfermagem devem fornecer ou exportar estes dados em forma de relatórios, com softwares opcionais para apresentar dados estatísticos em forma de gráficos.

O sistema deve permitir estabelecer configuração de prioridades de chamadas e emissão de sinais sonoros diferentes para essas chamadas.

Além disso, deve permitir, em uma configuração mais completa, o acionamento de outras equipes, como hotelaria, governança ou manutenção, inclusive por pagers ou bips.

Outras Características:

Os periféricos do Sistema devem ser projetados obedecendo aos conceitos de funcionalidade, ergonomia, design e robustez.

A pera do paciente deve ser esterilizável, inclusive por imersão, para prevenir infecções hospitalares.

Um modelo opcional de pera deve ser capaz de reunir, em um único controle, recursos de hotelaria tais como controle de TV, de música ambiente, controle das luzes do quarto e outros, sem que o paciente tenha que se movimentar.

Outra característica deve ser a simplicidade de operação.

As unidades de chamada devem ter os botões de acionamento claramente identificados através de diferentes cores, que representam diversos níveis de chamada, facilitando o uso e evitando erros.

Código Azul – Emergência ou Parada Cardíaca:

Em casos de emergência também conhecidos como código azul, onde segundos são cruciais, o sistema deve fazer o trabalho de comunicação, permitindo o socorro imediato.

Equipes de médicos e enfermeiras da reanimação de pacientes devem ser avisadas instantaneamente através de mensagem sonoras e vibratórias em seus pagers.

A mensagem apresentada na tela dos pagers da equipe deve indicar o local da chamada, por exemplo, o número do quarto do paciente em estado crítico.

Em alguns hospitais esse sistema pode integrar o acionamento de um dos elevadores de pacientes, que pode aguardar a equipe no andar de origem com as portas abertas e ser acionado ou liberado somente mediante senha.

Exemplo de Configuração:

Display de mensagens de chamada (Posto);

Acionadores de paciente, por quarto, com cordão longo, em mais de uma posição, além da cabeceira da cama, dependendo da área e da distribuição do leito. (O futuro talvez nos permita uma solução sem fio, de baixo custo);

Acionadores de presença da enfermagem ou outras equipes como higienização, governança, hotelaria, manutenção, etc.;

Chamada de emergência (Parada Cardíaca);

Sistema de Sinalização nas portas dos leitos, permitindo cores e emitindo sons diferentes, conforme as chamadas e atendimentos;

Acionador de banheiro, com cordão longo, em mais de uma posição, dependendo do tamanho e da distribuição do ambiente. (O futuro talvez nos permita uma solução sem fio, de baixo custo);

Sistema integrado de Viva-voz (full-duplex) com base e monofone no posto e telefone sem fio, com identificador de chamadas;

Alarmes de sistema de infusão;

Controle de TV integrado;

Controle de luzes integrado;

Possibilidade de outros controles integrados (persianas, ar condicionado, camas, etc.);

Servidor e software dedicados, que funcionem no mesmo micro da área de atendimento do posto de enfermagem;

Interfaces com outros sistemas (Bip, Pager, Celular, Ramais Móveis, Fixos, etc.).

O que saber na hora de adquirir?

Visitar outros usuários e ouvir suas opiniões e experiências com os equipamentos;

Experiência da empresa fornecedora nesse mercado;

Conhecer a equipe de instalação e manutenção do fornecedor;

Saber se o sistema possui alguma certificação nacional ou internacional;

Quais as evoluções do sistema nos últimos anos e o que está incluso em sua proposta;

Garantia e o que está incluso em sua proposta;

Custo do contrato de manutenção ou peças de reposição;

Integração com sistemas de comunicação existentes no Hospital (central de telefonia, pagers, etc.);

Integração com outros softwares de gerenciamento ou alarmes existentes no Hospital.

 

Espero ter ajudado a informar um pouco mais sobre esse produto, que tem aumentado sua importância nas Instituições de Saúde.

Agradeço a contribuição e comentários de todos, no Blog e na Web-site.

Luciano Martins Gehrke

gehrkeluciano@hotmail.com

http://www.gerenciamentodecrise.com.br/site

https://engenharianasaude.wordpress.com/

Se receber o texto de um amigo e quiser fazer parte da lista, envie um e-mail para gehrkeluciano@hotmail.com com o assunto “Incluir na lista do Blog”.

Para cancelar o seu recebimento, envie um e-mail para gehrkeluciano@hotmail.com

Seu comentário pode ser feito direto no blog https://engenharianasaude.wordpress.com/

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: